Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \02\UTC 2010

Feita de Sonhos

   

     Fruto de um registro sem bordados, pregado no portão como presente surpresa enrolado em laço gordo de cetim, faíscas que estremecem o pulsar do dia.

    Manhã de sol a pino em escala cor de cinza, sussurando com doçura em língua de amor, “bom dia dor no peito…”, vinda quem sabe de encontros amargos nos passeios ocultos de um sono sem vigília, como veias contaminadas por fatiga que não pede licença nem deixa bilhete.

    Viver sozinho serve também como poderoso aditivo à calmante certeza de que nunca se está só. Há milagres vestidos de sopros suspensos em breves instantes de lampejo de vida. Deixam seus beijos cristalinos semeados escondidos… sutis.

    No sorriso arteiro da sábia criança, em seu bailar solto, livre, desconcertado, expressivo e pelado, esbanjando de sobra alegria que ofusca em estar simplesmente como deve ser, alastrando vivacidade em gestos cintilantes, fluidos açucarados brotando sorrisos em cada lábio cerrado em cada alma inchada, amansiando o coração do público que aprecia a estrela, fixadora de todos os olhares.

    Pele despida de rumores do tempo, em sua nudez natural, sem pudores do que desde muito já é tido como impróprio, impuro, como se o pecado brotasse da perfeição. Detalhes perfeitamente moldados por forças incompreensíveis ao entendimento humano, que confuso ao acreditar saber de algo, reprime a espontaneidade de uma nudez cadente.

    São pitadas de banhos de rosa que se fundem com o vento, deixando sem aviso estalos de vida em sombras em branco.   

 

 

Anúncios

Read Full Post »